Bacalhoada é escolha saudável para Páscoa, mas requer cuidados no preparo - Joana D'arc

Destaques

Adsense (Abaixo do Cabeçalho)

Adsense (Início dos Posts)

27 março 2018

Bacalhoada é escolha saudável para Páscoa, mas requer cuidados no preparo


A bacalhoada é um prato nutritivo e completo. Possui gordura boa, fibras, carboidratos e proteínas. Há tempos que, nessa época do ano, o preço desse peixe fica mais salgado do que a própria salmoura de conserva. Por conta disso, algumas famílias optam por aumentar a quantidade de batatas e azeitonas na receita. De acordo com a médica nutróloga da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), Dra. Marcela Voris, entretanto, vale parcimônia na adição de carboidratos no prato, além de um cuidado maior para quem é hipertenso.

Adicionar muitas batatas, de acordo com a médica, é um recurso para aumentar o sabor do peixe sem gastar tanto. Porém, é importante ter consciência de que se está adicionando um carboidrato à refeição. "Um erro comum dos pacientes que estão em uma reeducação alimentar ou em uma restrição calórica é exagerar na batata, e consumir o arroz. Isso significa dobrar o consumo desse macronutriente e a quantidade de calorias no prato", ressalta. A adição de azeitonas pretas ou verdes, comuns da bacalhoada, também pede parcimônia. "As azeitonas podem sem agradáveis ao paladar, mas a quantidade de sal é elevada", alerta a médica nutróloga.

O bacalhau é um peixe com alto valor nutritivo e possui diversos benefícios. É rico em minerais como ferro e fósforo, e possui vitaminas A, D e E. Além disso, possui ômega 3, responsável por diminuir o colesterol ruim e aumentar o colesterol bom. "Esse peixe, devido à alta concentração de ômega 3 e ômega 6, é excelente para a prevenção de doenças cardiovasculares e autoimunes". Ele ainda possui boas concentrações de selênio e triptofano, colaboradores para o combate da ansiedade e da depressão.

"Mesmo com tantos benefícios, vale ressaltar que é importante ter cuidado com pacientes hipertensos. Dependendo da forma de preparo do bacalhau, pode causar retenção de líquidos, e isso é extremamente prejudicial para quem também tem insuficiência renal", afirma a médica nutróloga da ABRAN. Por ser um peixe não tão fresco, ele necessita de um processo de salgamento para maior preservação. Isso faz com que, além do gosto marcante do próprio peixe, ele fique também muito salgado. Assim, qualquer forma de preparo do bacalhau exige que ele seja dessalgado. "O ideal é mantê-lo imerso em água potável na geladeira por pelo menos 24 horas e que a água seja trocada pelo menos cinco vezes", recomenda a médica nutróloga.

Cuidado onde você compra

Feira livre, mercado municipal, supermercados, mercados regionais ou em restaurantes, o ideal é que o bacalhau esteja bem conservado e que seja de boa procedência. "Estar na temperatura ambiente e exposto pode fazer com que certos fungos e bactérias se proliferem com facilidade. Por isso, são adicionados sais para a conserva do produto", diz a médica nutróloga da ABRAN. Ainda assim, ela recomenda que todos prestem atenção na conservação e na cor do peixe. "Compre sempre em um local de confiança e onde seja possível questionar a origem do produto", conclui.

E o bolinho de bacalhau?

Além da bacalhoada, um campeão nos almoços de páscoa é o bolinho de bacalhau. Para a Dra. Marcela Voris, é essencial ter consciência de que a forma frita desse tira-gosto não é a ideal para o consumo. "Sempre é bom evitar frituras. Tente fazer a receita com ingredientes mais saudáveis. Opte por um bolinho light com cebola, azeite, batata cozida, ovo, pimenta do reino, salsa e leve ao forno por trinta minutos. Garanto que ficará tão gostoso quanto o frito", recomenda.

Sobre a ABRAN

Fundada em 1973, a ABRAN – Associação Brasileira de Nutrologia - é uma entidade médica científica que dedica-se ao estudo de nutrientes dos alimentos, que são decisivos na prevenção, no diagnóstico e no tratamento da maior parte das doenças que afetam o ser humano. Reúne mais de 1.700 médicos nutrólogos titulados especialistas em nutrologia pelo Brasil e mais de quatro mil médicos associados, que atuam no desenvolvimento e na atualização científica em prol do bem estar nutricional, físico, social e mental da população. Visite www.abran.org.br, curta a ABRAN no Facebook facebook.com/nutrologos e no Instagram @nutrologia.



Adsense (Final dos Posts)