.

English German Spain Italian Portuguese Japanese

Pelos encravados? Saiba como fugir deles

| |

06 novembro 2017




Eles crescem por debaixo da pele, incomodam, às vezes inflamam e podem até virar cistos. Alguns fatores contribuem de forma direta para o aparecimento deles: o atrito do pelo com roupas muito apertadas e uma depilação não adequada, como explica a consultora técnica da rede Depile-se, Bruna Almeida.
"Os pelos mais grossos e enrolados são mais resistentes. Se depilados da forma incorreta, com uma lâmina - por exemplo - acabam encravando pois não saem pela raiz e o pelo acaba, digamos, voltando para a pele, então inflama e encrava, é o que chamamos de foliculite", afirma Bruna. De acordo com ela para evitar que isso aconteça é ideal esfoliar a área a ser depilada, antes e depois.
Já as regiões do buço, virilha e axila são mais sensíveis e delicadas, assim necessitam de maior atenção. "A pele tende a ser mais fina e ficar irritada facilmente, o ideal é ter cuidado com a depilação feita. Na Depile-se temos uma cera especial para essas regiões e o método da depilação é diferente das demais: usamos a cera de abacate que promove suavidade e tranquiliza a pele", comenta a consultora técnica.
Agora, existe um método facilita o problema do pelo encravado? Segundo Almeida, todo método acaba deixando a pele exposta e como os pelos estão sendo removidos "abrimos os poros e retiramos sua proteção. Na Depile-se todo o tratamento pré e pós depilatório tem como função cuidar e proteger a pele, antes, durante e após a remoção dos pelos. Evitando assim os danos ocasionados por alguns métodos caseiros, por exemplo", pontua.
Mas caso o pelo esteja encravado, ela indica que o ideal é esperar sarar e, se muito inflamada a região, procurar um dermatologista para ele receitar o tratamento correto.



© JOANA D'ARC - 2017. Todos os direitos reservados. Template criado por Digital Mix Design.Tecnologia do Blogger.