26 fevereiro 2012

Destruida



Eu não tenho história,
mas apesar da solidão,
falo de ternura e medo.
Um dia, escrevi uma
poesia que me descrevi
muito bem.
Ela falava de mistérios,
mortes e de uma
infinita dor.
Hoje, sou uma beleza ferida,
que vive sobre uma 
sombra destruída.

JOANA D'ARC
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL