Atitudes de Joe, de "Você", que são alerta para relacionamentos - Joana D'arc

Destaques

15 janeiro 2020

Atitudes de Joe, de "Você", que são alerta para relacionamentos

O suspense psicológico “You” da Netflix está de volta com sua segunda temporada e já está deixando todo mundo horrorizado. Na trama, o personagem principal, Joe Goldberg (Penn Badgley), é um psicopata perseguidor de mulheres.  Bonito e obsessivo, Joe comete crimes como sequestro, assassinato e perseguição em nome do que chama de amor. Pensando nisso o psicólogo e escritor Alexander Bez, analisa o perfil comportamental do personagem e traça sinais de alerta para relações abusivas retratados na série.

Exemplos:

*Reações impulsivas e exageradas

*Ficar extremante irritado com a quebra de expectativa

*Tornar a vítima totalmente dependente de sua presença

*Fortalecimento da relação em cima da fraqueza do outro

Pensando nisso, o psicólogo e escritor Alexander Bez,respondeu algumas perguntas :


 O que é  um relacionamento abusivo?

Todas as relações tanto verbais, comportamentais ou psicológicas que ferem a integridade do outro! Algumas manifestações são bem clássicas — como as impressões físicas de hematomas na pele! Mas qualquer ação que fere a companheira em qualquer sentido — é completamente compreendida, como a primeira relação abusiva.

 Quando  devemos perceber o "excesso" como abusivo?

Pelas manifestações do controle! Controle esse, que demanda poder, aonde o cara com a personalidade agressiva - controladora faz questão, em demonstrar que “domina toda a situação”. Muitas relações tem apenas um caráter abusivo verbal ou pautado no desprezo — mesmo não tendo agressão física, foge do aceitável! O aceitável é não existir abuso nem agressão de qualquer maneira! A dica:  “denuncie e caia fora”.  !!

 É possível estar em um relacionamento abusivo  e não perceber?

Sim é! Se nessa relação não houver contato abusivo físico! Mas, principalmente havendo um entrosamento repleto de lacunas aonde a agressão se dá pela falta de companheirismo conjugal, pela verbalização abusiva, pelo destrato, pela conclusão da atividade prazerosa unilateral (Tipo: é quando ele quer, independentemente do cansaço dela!), e qualquer outra ação que a humilhe! Mas como não há toque físico negativo-comprometedor, ela não entende sendo a primeira relação abusiva!

 O que fazer quando está num relacionamento abusivo?

A resposta é muito simples! Toda agressão à mulher tem origem num controle psicopatológico de um cara desequilibrado, cuja ação tem o propósito inconsciente em ferir a mulher envolvida! No entanto essa agressividade que tem esse caráter, é imutável! (Não se muda comportamentos, pois esses são parte integrante da formação da personalidade que fora já formada ou adquirida via DNA). Ainda ações abusivas tem toda uma conotação sexual - também inconsciente envolvida!! As únicas ações são o processo que a mulher deve colocar no sujeito além da suspensão definitiva da relação!
 

 Como fica uma pessoa que passa muito tempo com uma pessoa abusiva?

 Ela fica numa postura moldada por um trauma continuo! Trauma esse que gerará primeira inabilidade pessoal conflituosa, se percebendo como incapaz e impotente! Além de poder desenvolver transtornos de ansiedade, transtorno depressivos, alimentares, Transtorno de Stress Pós-Traumático, Síndrome do Pânico , além da vergonha escondida dos próprios familiares!

 O que fazer quando se é vítima violência emocional?Como superar uma relação abusiva?

 Psicoterapia de apoio e reestruturação psicológica! Elevando a autoestima perdida. (Faça apenas com psicólogos ou psiquiatras habilitados), essas sessões irão dar o devido suporte e reintegrar o respeito próprio! Sem a confiança não há como se elevar a estima! Essas sessões vão te devolver a confiança, consequentemente a estima também! Vão tratar do TSPT, acabando com os sentimentos de impotência, pânico e medo! As vezes a administração de um ansiolítico é fundamental para a redução da ansiedade e dos transtornos que ela gera nessas situações!

  A pessoa abusiva sabe o que faz?

Toda agressão à mulher é sempre intencional e proposital! Há sim um prazer consciente total perceptível pelo agressor! Agressividade não há cura! Por isso a denúncia e a separação são necessários.
Perfil Alexandre Bez
· Especialista em Relacionamentos pela Universidade de Miami (UM)
· Especialista em Ansiedade e Síndrome do Pânico pela Universidade da Califórnia (UCLA)
· Autor dos Livros: Inveja - O Inimigo Oculto (Editora Juruá) / O Que Era Doce Virou Amargo!!! (Editora Juruá) / O Que Era Doce, Virou Amargo!!! – Volume 2 (Editora Juruá)/ O Que Era Doce, Virou Amargo!!! – Volume 3 (Editora Juruá) / A Magia da Beleza Feminina (Editora Juruá)
· Atua na profissão há mais 20 anos
· Consultor em relacionamentos
Divulgação Site: www.alexandrebez.com.br

19 comentários:

  1. Infelizmente esse tema está "na moda", existem muitos Joe's por ai! De fato, temos que ficar atentos a tudo! Parabéns pela matéria! Que sirva de alerta para muitas pessoas!

    ResponderExcluir
  2. Já assisti as duas temporadas , aguardando a terceira. Os relacionamentos abusivos dão sinais desde o início , é preciso estar alerta e reconhece_lo.

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente sensacional suas dicas! Parabéns pelo post.

    E sim, essa série prendeu minha atenção exatamente por fazer parte dos nossos dias atuais, onde os casos de relacionamentos abusivos ganharam proporções enormes e devemos estar mais alertas do que nunca! Perceber os sinais no início é fundamental.

    Blog da Sah ♡ | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante a matéria e importante para alertar as pessoas sobre os joes que existem por ai. Fiquei curiosa sobre o tema e vou assistir a série. Ótima matéria.

    ResponderExcluir
  5. Que post incrível. Eu já estive em um relacionamento abusivo e sei bem como são todas essas atitudes. Ainda não assisti essa série, mas sei que ela faz um alerta realmente muito importante.

    ResponderExcluir
  6. Acredito que essa série irá abrir nossos olhos para esse tipo de relacionamento abusivo, onde os sinais estão tão evidentes que acabamos ignorando.... Adorei a postagem e devo mencionar que também adoro essa série e estou aguardando o Joe se dar mau!

    The Geek Brazil

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Não assisti essa série ainda, mas estou vendo falarem bastante dela. Devem ter cenas horríveis de serem vistas, mas que ao mesmo tempo são importantes, já que podem ser um alerta. Adorei o post!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  8. Eu assisto essa série. Com certeza, é um grande alerta para meninas que estão nesses relacionamentos.

    ResponderExcluir
  9. Eu amei, amei mesmo essa postagem. Ela é muito boa porque mostra como uma série é capaz de suscitar discussões importantes. A entrevista tá incrível! Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Eu ainda nao assisti, mas a minha irma ja e disse que é um alerta e tanto.

    ResponderExcluir
  11. Acho que essa série ela alerta muito sobre relacionamento abusivo. E o interessante é que a segunda tmeporada mostrou os dois lados

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia esta série e já entrou na lista para assistir agora nessas férias.

    ResponderExcluir
  13. Fiquei curiosa para assistir, vejo o povo comentando mas nem pesquisei.
    Agora já quero ver. rs

    ResponderExcluir
  14. Comecei a assistir, mas parei... achei bem chatinho pra falar a verdade... Mas é bem verdade que mostra bem essa questão de relacionamento abusivo

    ResponderExcluir
  15. Na série dá mesmo para perceber esses sinais, principalmente as reações exageradas. Gostei das perguntas que o Alexander Bez respondeu

    ResponderExcluir
  16. É complicado viver dessa forma, o pior é que muitas das vezes não se percebe que está vivendo um relacionamento abusivo, só se dá conta quanto a depressão chega .... Muito esclarecedor!

    ResponderExcluir
  17. Oi, Joana!
    Achei maravilhoso você abordar esse assunto no blog, principalmente porque muitas fãs da série acabam romantizando o Joe e usando o perfil do personagem como um ideal. Dá para perceber diversos sinais de sociopatia desde o primeiro episódio da série e os sinais ficam mais evidentes para quem já passou por um relacionamento abusivo.
    É necessário sim falar sobre isso e eu adorei ler o seu post.

    Beijos,
    Isa Gomes

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?
    Primeiramente, parabéns pela iniciativa de abordar esse assunto e de alertar tantas pessoas que, muito provavelmente, já passaram ou estão passando, ou ainda podem passar por um relacionamento abusivo. Infelizmente na época em que eu presenciei um relacionamento abusivo, esse assunto não estava tão em alta como está hoje. Eu me sentia culpada, de alguma forma, e sozinha. Mas consegui terminar e seguir em frente. Se falasse que conheci apenas um agressor em toda a minha vida, estaria mentindo. Foram vários e várias. Mas com postagens como a sua, a série You e todas as portas que estão se abrindo nas grandes mídias e meios de comunicação, vai ficando cada vez melhor de lidar com tudo isso, de saber o que fazer, como fazer, quem procurar, etc. Não estamos sozinhas e precisamos nos apoiar! Parabéns, mais uma vez, pela iniciativa. Fiquei curiosa para assistir à série e observar de fora esse tipo de comportamento. Sucesso com o blog!
    Beijos da Escritora na Janela

    ResponderExcluir
  19. Já fiquei em um relacionamento assim, e é horrível, a gente não percebe porque achamos que a culpa é nossa, e que não merecemos mais doq isso, mas é muuito bom ter postagens que falam melhor sobre esse assunto! Adorei

    ResponderExcluir