.

English German Spain Italian Portuguese Japanese

Câncer de mama: campanha do Outubro Rosa começa na próxima semana

| |

29 setembro 2017



A partir da próxima semana diversos monumentos, prédios públicos, teatros e pontos turísticos espalhados por todo o mundo receberão uma iluminação diferente: cor de rosa. Esta é apenas uma das ações que integram o movimento Outubro Rosa – que visa chamar a atenção para a importância da prevenção, diagnóstico e tratamento precoce do câncer de mama.
O câncer de mama é o tipo mais comum entre mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não-melanoma. A doença é mais frequente entre as mulheres com mais de 35 anos, especialmente após os 50 anos. A maioria dos casos tem bom prognóstico. Em grande parte deles , a doença pode ser detectada em fases iniciais, aumentando assim as chances de tratamento e cura.


A principal manifestação da doença, presente em cerca de 90% dos casos, é a presença de nódulo (caroço), geralmente indolor, na mama. Entre os sintomas iniciais do câncer está pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo), pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço e saída de líquido anormal das mamas.
"É importante que as mulheres fiquem atentas a qualquer alteração suspeita na mama. Realizar o autoexame apalpando a região é fundamental", enfatiza o médico oncologista Marcio Almeida, da Aliança Instituto de Oncologia. O profissional ressalta que a maioria dos cânceres tem grande chance de serem tratados quando diagnosticados precocemente.
Os fatores causadores do câncer de mama são diversos. A questão hereditária, por exemplo, atualmente pode não ser tão prevalente quanto os fatores externos, como conta a enfermeira oncológica Sabrina Capita. "O câncer de mama não tem perfil, etnia ou classe social. Qualquer mulher pode ser acometida pela doença. Muitas pessoas se preocupam com a questão hereditária e não consideram outros fatores de riscos como a má alimentação, o stress e o sedentarismo", explica.
Além de manter o acompanhamento médico periódico, a prevenção do câncer pode ser adotada diariamente por meio de manutenção de hábitos como atividade física e dieta balanceada, que evitam o sobrepeso e a obesidade, um dos principais fatores de risco. O alcoolismo e tabagismo podem aumentar a probabilidade de ocorrência da doença.


© JOANA D'ARC - 2017. Todos os direitos reservados. Template criado por Digital Mix Design.Tecnologia do Blogger.