.

English German Spain Italian Portuguese Japanese

The Body Shop Brasil lança campanha contra testes em animais com finalidade cosmética

| |

09 junho 2017


A The Body Shop, rede inglesa de cosméticos naturais, em parceria com a Cruelty Free International, organização internacional sem fins lucrativos que trabalha para acabar com os testes em animais, lança hoje, no Brasil, a campanha Forever Against Animal Testing (Contra teste em Animais), que consiste em um abaixo assinado global com o objetivo de banir, até 2020, testes em animais com finalidade cosmética em produtos e ingredientes em todo o mundo. A ação foi protocolocada na sede da Organização das Nações Unidades (ONU), em Nova York, no dia 1 de junho.


A The Body Shop foi a primeira marca no mundo a levantar a bandeira contra testes em animais, já que usa ingredientes naturais e livres de crueldade em todos os seus produtos desde a sua fundação em 1976. Em 1989, fez sua primeira campanha de conscientização sobre o tema, também em parceria com a Cruelty Free (quando o nome era BUAV) resultando na proibição dessa prática no Reino Unido em 1998.
Em 2004, outra campanha foi feita na União Europeia. E finalmente em 2013, testes em animais com finalidade cosmética foram completamente banidos em toda a UE.


Em 2017, a campanha tem como objetivo influenciar a legislação dos 189 países signatários da ONU, levando em consideração que 80% do mundo ainda permite testes em animais na indústria cosmética, inclusive o Brasil, onde o processo para banir essa prática ainda está em tramitação.
Em março, a Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) do Senado Federal aprovou a proposta de proibição ao uso de animais em testes para produção de cosméticos, perfumes e produtos de higiene pessoal. Agora o documento segue para a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) e, depois, para deliberação final pelo Plenário do Senado.



De acordo com o texto aprovado, os testes em animais poderão ser admitidos pela autoridade sanitária em situações excepcionais, quando houver “graves preocupações em relação à segurança de um ingrediente cosmético” e somente após consulta à sociedade. No entanto, a The Body Shop e CFI querem influenciar para que a pratica não seja mais permitida em nenhuma circunstância.
Apesar de existirem tecnologias alternativas para testes de cosméticos, tais como a pele humana artificial, que são, na maioria dos casos, tão eficazes quanto o teste animal e foram validadas pelas autoridades, a Cruelty Free International estima que cerca de 500 mil animais ainda sejam usados em testes com finalidade cosmética a cada ano, o que significa 1.390 animais por dia.



A campanha

No Brasil, a campanha acontecerá nos 115 pontos de venda em todos Brasil, no site e nas redes sociais da marca, convidando os clientes a assinarem a petição. A meta é coletar 8 milhões de assinaturas globalmente. Os consumidores serão estimulados a usar a hashtag da campanha, #ForeverAgainstAnimalTesting #ContraTesteEmAnimais, nas mídias sociais para aumentar a conscientização sobre o assunto.
“A The Body Shop acredita que testes com animais em produtos e ingredientes são antiquados, cruéis e desnecessários. Por isso, estamos à frente da mais ambiciosa campanha da marca para buscar a proibição global do uso de animais para testar produtos e ingredientes com finalidade cosmética. Nossa expectativa é coletar mais de 200 mil assinaturas no Brasil”, explica Karina Meyer, Diretora de marketing da The Body Shop Brasil.
A campanha terá duração de quase três anos. Nesse ano, o foco é conscientizar e derrubar mitos em torno dos testes em animais e das alternativas disponíveis. Em 2018, a meta é atingir os 8 milhões de assinaturas e apresentar o documento às Nações Unidas, para que seja convocada uma convenção internacional sobre a proibição de teste com finalidade cosmética em animais. Finalmente, em 2019, com a ajuda da ONU, o objetivo é promover aproximação com governos e agências internacionais para criar a lei.

Sobre a The Body Shop

Fundada em 1976 por Anita Roddick em Brighton, na Inglaterra, a The Body Shop é uma marca global de beleza. A The Body Shop pretende fazer uma diferença positiva no mundo, oferecendo produtos de alta qualidade e inspiração natural, produzidos de forma ética e sustentável. A The Body Shop foi pioneira na filosofia de que o negócio pode ser uma força para o bem e, depois de ser adquirida pela L'Oréal em 2006, está ampliando sua visão. A The Body Shop tem mais de 3.000 lojas em mais de 60 países.
No Brasil desde outubro de 2014 a marca conta com 115 pontos de vendas espalhados por todo o Brasil.


A The Body Shop e a luta contra teste em animais

A The Body Shop foi a primeira marca internacional de beleza a fazer campanha contra a prática de testes com animais para fins cosméticos em 1989, conduzindo a uma proibição à escala europeia de testes em animais em 2013. A campanha, realizada em parceria com Cruelty Free International, teve 1 milhão de assinaturas coletadas e desencadeou progressos significativos em toda a região da Ásia-Pacífico.


Sobre a Cruelty Free International

Cruelty Free International é uma das mais antigas e respeitadas organizações de proteção animal do mundo. Considerada como uma autoridade em questões de testes em animais e convocada por governos, jornalistas, empresas e órgãos oficiais para aconselhamento ou opinião de especialistas, foi a primeira grande organização sem fins lucrativos a fazer campanha contra os testes em animais com fins cosméticos nos anos 70. Liderando a campanha de 20 anos para proibir cosméticos cruéis na UE, ela tem influenciado proibições em países como Nova Zelândia, Índia e Coréia do Sul.


© JOANA D'ARC - 2017. Todos os direitos reservados. Template criado por Digital Mix Design.Tecnologia do Blogger.