.

English German Spain Italian Portuguese Japanese

5 passos para economizar R$ 100 na fatura de energia!

| |

02 janeiro 2017

O custo da energia elétrica vem sido aumentado ano a ano para o consumidor, chegando ao elevado patamar em que estamos. Segundo estudo datado de 2015 da Agencia Internacional de Energia (IEA), o Brasil possui a energia elétrica mais cara do mundo. Sim, vale repetir, a energia elétrica mais cara do mundo!
Ora, se temos o privilégio de viver no país com a energia elétrica mais cara do mundo, economizar energia deve ser uma prioridade constante. Adicionalmente o Brasil passa por crise econômica severa, com desemprego aumentando e salários baixando, então nada mais conveniente do que cortar gastos.
Por isto preparamos umas dicas para você economizar, contabilizando quanto você poderá poupar. Todo mundo sabe que o vilão da conta de energia é o chuveiro elétrico, então vamos começar por aí.

1. Substituir o Chuveiro Elétrico pelo Aquecedor Solar de Água

A potência elétrica do chuveiro elétrico varia de 3500 a 5500 W, quanto mais frio for o ambiente maior deverá ser a potência do chuveiro, assim no sul normalmente os chuveiros são de 5500W enquanto que no nordeste eles são de 3500W, mas vamos estimar uma média de 4500 W para o Brasil. Segundo dados do IBGE as residências possuem em média 3,34 pessoas, então vamos considerar uma casa familiar com 3 pessoas e banho médio de 15 minutos por dia. Isto significa que uma família gasta em média, 71 Kwh por mês, ou seja, R$ 46,07 para tomar banho.




A instalação de aquecedor Solar de água, embora ainda não muito difundida no Brasil, é provavelmente um dos melhores investimentos que se pode fazer, mesmo se comparando o retorno do investimento com as opções mais rentáveis que se apresentam no mercado. Um Kit de aquecimento Solar de 400 Litros custa na faixa de R$ 3 mil, somada à instalação representa um investimento total de R$ 3.300.
Este equipamento vai economizar 90% do seu gasto com a energia elétrica com o chuveiro elétrico, ou seja, R$ 41,46 por mês, é um retorno de 6 anos sobre o investimento. No entanto, a economia aumenta no sentido que você passa a ter água aquecida na torneira da pia, no banheiro e em outros cômodos da casa, sem precisar de torneira elétrica. Além disto, você terá o conforto de tomar banho quente quando há falta de energia na rede.

2. Geladeira

A geladeira, outro vilão do consumo de energia residencial, é um aparelho imprescindível que todo mundo possui em casa, não tem como eliminá-la, mas há alguns macetes que você pode usar para diminuir o seu gasto. Vejamos, a geladeira é um dispositivo para esfriar, então tudo que for quente precisa estar longe dela, pois vai exigir mais energia do compressor,
especialmente o ar do ambiente, que está mais quente e entra naturalmente por força da
convecção, e, claro, alimentos quentes. Logo, espere a comida esfriar para colocar na geladeira. Substitua a borracha da porta quando esta apresentar defeito.
Nas horas de maior consumo (café, almoço e janta) tire e coloque tudo de uma única vez. Pense no que vai precisar, aí sim, abra e pegue o alimento e não abra, pense e pegue, como se faz muito comumente. Outro macete é deixar a geladeira de um lado da sua pia ou cozinha e o fogão do outro, evite colocar eles juntos, pois são incompatíveis, um esquenta o outro esfria. A organização dos alimentos na geladeira também é muito importante, sempre mantenha os alimentos mais usados na prateleira mais próxima, pois manterá menos tempo a porta aberta. Outra dica é deixar menos produtos possíveis na geladeira quanto possível. Se você comprou 3 litros de leite, coloque apenas 1 na geladeira, você não precisa ter os outros 2 litros gelados, pelo menos não até consumi-los. Por último, mas não menos importante, no inverno ajuste o termostato para o mínimo nível possível.
O gasto mensal médio com a geladeira para a casa brasileira é de R$ 29,25 por mês. Estima-se, que com estas ações você poderá economizar até 20% do consumo da geladeira, ou seja, R$ 5,85 por mês.

3. Ar-condicionado

O preço do ar-condicionado baixou muito, deixou de ser um item de luxo, mas o uso pode acabar com o seu orçamento mensal, pois o gasto é de R$ 4,16 por noite bem dormida. Por isto, aproveite estas dicas:
Desligue o ar-condicionado 30 minutos antes de sair do ambiente, pois ele permanecerá climatizado durante este período. Quando estiver usando o aparelho deixe as portas e janelas bem fechadas e vedadas, o ar-condicionado irá consumir menos energia. Sempre prefira abrir as janelas e ventilar o ambiente ao invés de usar o ar-condicionado, principalmente na parte da manhã, quando o sol ainda está fraco.
À noite, ao deitar-se para dormir, diminua o termostato, lembre-se, com a madrugada a temperatura do ambiente cai, então vai precisar menos do ar-condicionado, e até mesmo, irá evitar passar frio no meio da noite e contrair enfermidades respiratórias, o que acontece frequentemente. Aproveite também o timer para desligar 30 minutos antes de acordar. Mas, sobretudo, prefira o ventilador e gaste 12 x menos energia por hora!
Considerando um gasto médio de 2 horas por dia de ar-condicionado, o gasto mensal médio é de aproximadamente R$ 108,33. Estima-se que com as ações acima você poderá economizar até 20% deste custo, ou seja, uma economia de R$ 21,60 por mês.


4. Substitua as lâmpadas incandescentes/fluorescentes por lâmpadas LED



De forma simplificada, para uma mesma quantidade de luminosidade, as lâmpadas incandescentes consomem 10 x mais energia que as Lâmpadas LED, e as lâmpadas fluorescentes 2 x mais.
Considerando uma residência com 6 lâmpadas incandescentes de 80W, o consumo médio de 3 horas por lâmpada-dia, o custo mensal com iluminação seria de R$ 28,08. Caso as lâmpadas sejam fluorescentes este custo seria de R$ 5,62 por mês, já é uma economia.
Mas, substituindo estas lâmpadas por 6 lâmpadas LED de 6W que custam aproximadamente R$14,16 cada, passaria a gastar somente R$ 2,81 por mês com a energia, ou seja, uma economia de R$ 25,27 por mês, comparado às incandescentes ou de R$ 2,81 mês comparado às fluorescentes.

5. Aparelhos no modo stand-by

Praticamente todos os aparelhos de casa, como TV, vídeo-cassete, carregadores de celular, de notebook, micro-ondas, modem, wireless, ficam em modo stand-by quando não estão sendo usados. O modo stand-by é utilizado para que os aparelhos estejam aptos a iniciarem prontamente quando você digitar algum comando ou apertar o botão no controle remoto. Depois de usar os carregadores de celular, o notebook, o videocassete, desligue-os diretamente na tomada, isto vai te economizar energia. Também, quando for viajar, desligue o disjuntor geral da casa.
Estimamos que 10% de todo o consumo residencial seja proveniente dos aparelhos no modo stand-by. Se você conseguir reduzir metade deste consumo já será uma economia de R$ 5,82 por mês.

Economia para o seu bolso

Fazendo a conta você tem economia de :

R$ 41,46 com o Chuveiro Elétrico + R$ 5,85 com a Geladeira + R$ 21,60 com o ar-condicionado + R$ 25,27 com lâmpadas incandescentes + R$ 5,82 com aparelhos stand-by = R$ 100,00

Com estes 5 simples passos você vai economizar R$ 100 por mês, ou R$ 1.200,00 por ano. Se você investir este valor num papel que rende 7% de juros reais ao ano, já descontada a inflação, terá a bolada de R$ 17 mil na sua conta bancária em dez anos, sim acredite, o suficiente para dar entrada no tão sonhado carro zero! 



© JOANA D'ARC - 2017. Todos os direitos reservados. Template criado por Digital Mix Design.Tecnologia do Blogger.