.

English German Spain Italian Portuguese Japanese

3 dicas para identificar e reverter os relacionamentos ruins

| |

07 agosto 2016


Olá!!
Existem vários tipos de relacionamentos. A fisioterapeuta Cátia Damasceno, especialista em uroginecologia e criadora do programa Mulheres Bem Resolvidas, listou alguns tipos de relações baseados e toda sua experiência como coach, após ajudar mais de 150 mil mulheres a se tornarem mais confiantes, com uma vida sexual e amorosa mais saudável. Os casais que olharem com atenção conseguem identificar em qual categoria se encaixam.

1 - Relacionamentos Cerquinha: é um relacionamento que não parece ser de verdade. É chamado de “cerquinha” porque uma pessoa dentro da relação (ou as duas) não sabem nomear o relacionamento (estão ficando e se apresentam como amigos, mas não sabem ainda se estão namorando). Dica para reverter: conversar bastante e alinhar as expectativas entre o casal, para saber o que cada um quer e se vale a pena seguirem juntos.

2 - Relacionamento Pamonha: quando o casal está na monotonia, não existem mais surpresas nem novidades e perdem o interesse um pelo outro. Não há vontade de intimidade porque ambos já “enjoaram” e não veem novidade no relacionamento. Chegam ao ponto de preferirem outras companhias às do parceiro. Dica para reverter: buscar momentos para que os dois fiquem sozinhos e se reconectem, buscar novidades, sair da rotina, viajar, entre outras coisas que aproximem o casal.

3 - Relacionamento Ploc: quando o casal deixa de dar beijos de verdade e só ficam nos "selinhos". Gradativamente, o casal passa a ter menos intimidade e para de se interessar um pelo outro. Embora possa manter conversas triviais e a respeito dos filhos ou das contas, não repete esta energia com entusiasmo na intimidade. Dica para reverter: está é bem simples: beijar muito! Não existe melhor termômetro na relação do que dar beijos quentes e amorosos.

4 - Relacionamento Encantado: é como se estivesse num dia lindo, com o céu azul e cheio de nuvens. Por isso, este relacionamento é praticamente perfeito, pois permite a plenitude de uma relação repleta de felicidade, carinho, intimidade e novidades constantes. Dica para continuar assim: sempre conversarem, darem espaço para a individualidade de cada um e sempre se cuidar, amar a si próprio para manter a autoestima lá em cima, e consequentemente amar e ser feliz com o parceiro;

© JOANA D'ARC - 2017. Todos os direitos reservados. Template criado por Digital Mix Design.Tecnologia do Blogger.