.

English German Spain Italian Portuguese Japanese

Investigação de Adolescentes

| |

29 julho 2016


A adolescência é um período de construção do ser humano. Paramos de depender tanto dos nossos pais e começamos a criar independência. Os pais dão maior liberdade, atividades e confiança para seus filhos, entendendo que tudo isso é necessário para o crescimento pessoal. Porém, atualmente, existem muitos perigos e é nessa idade de incertezas e dúvidas que os filhos se encontram mais vulneráveis. Quantos casos assistimos diariamente na mídia de adolescentes que entraram para as drogas, cometeram crimes por más influências ou sofreram bullying?
Você já percebeu um comportamento estranho em seu filho, mas não consegue descobrir qual é o problema? Quando você tenta se aproximar ou conversar, ele acaba brigando com você e se afastando mais ainda? Seu filho pode estar passando por problemas. Quando somos mais novos, precisamos de doses mais elevadas de risco para sentir a mesma quantidade de emoção que os adultos. Esse fato pode tornar o adolescente mais vulnerável a comportamentos de risco, como o envolvimento com drogas, envolvimento em brigas, sexo sem segurança, roubo, falar com desconhecidos na internet e marcar encontros, irem escondidos para bares e baladas com RGs falsos, entre outras dificuldades.
“Diga-me com quem tú andas que te direi quem és” é uma frase verdadeira no período da adolescência. Infelizmente, com a tecnologia, estamos cada vez mais distantes de ter certeza de quem são as verdadeiras companhias dos nossos filhos. Tinder, Happen, Facebook, Instragram, Whatsapp, todos aplicativos cercados de senhas e com rostos desconhecidos que podem ser de outras pessoas que usam essas plataformas para enganarem adolescentes. O perigo pode estar ao lado, no grupinho da escola como também pode estar fora do nosso alcance.
Como é um período de muita vulnerabilidade, para se adaptarem ou se sentirem aceitos por um grupo, os adolescentes acabam fazendo coisas fora de seu caráter. Se você perceber alguma mudança severa no comportamento do seu filho, como necessidade de privacidade, ou seja, toda vez que você se aproxima quando ele está mexendo no seu celular, ele se comporta de maneira estranha. Mantém o máximo de sigilo de senhas, conversas na internet, fecha o notebook quando entra no quarto, talvez o seu filho poder estar sofrendo cyber bullying ou se relacionando com pessoas desconhecidas.
Se notar sumiço em objetos da sua casa, como dinheiro, cigarros e jóias, unidos a um comportamento instável, que vai de alegria intensa para raiva, tristeza e depressão, infelizmente, essas atitudes podem estar vinculadas ao uso de drogas. Alteração no diálogo, rendimento escolar, apetite e sono também podem indicar o uso de substâncias químicas.
Não espere a situação se agravar a ponto de você não poder ajudar seu filho, que pode estar caminhando para um destino sem volta. Contratar um detetive particular pode ser uma boa alternativa para conseguir compreender o que está acontecendo a tempo de evitar o pior. Atualmente, os detetives possuem tecnologia suficiente para descobrir o que vem passando na vida do seu filho, acessando as redes sociais, grampeando telefones e facilitando a compreensão de quem ele é, qual é a rotina dele, quem são seus amigos. Contratando um detetive particular, você poderá ter certeza do que está acontecendo e poderá tomar alguma atitude para ajudar seu filho com eficiência e sem suposições.
Amar também é proteger, às vezes, tentamos ser compreensivos e tentamos entender melhor essa passagem conturbada que é a adolescência, porém, não podemos ser cegos a sinais claros e evidentes de que algo não está certo. Não temos como tomar decisões e agir sem antes ter certeza dos atos que os filhos estão cometendo. Mas felizmente, hoje, por meio de detetives, podemos descobrir se tudo anda bem na rotina dos adolescentes.

© JOANA D'ARC - 2017. Todos os direitos reservados. Template criado por Digital Mix Design.Tecnologia do Blogger.