10 outubro 2015

Companheiro



Me sinto invisível,
como uma nuvem inocente ao anoitecer.
Milhões de estrelas choram pelo mundo,
coração ausente não se esqueça,
na dor ou na alegria sempre
te acompanharei.



JOANA D'ARC
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL