06 abril 2012

Noite



É madrugada,
finalmente posso ser quem
realmente eu sou,
sem mascaras ou medo.
Todo dia,
eu morro um pouco,
para renascer a noite.
Coração no escuro
e olhos sempre fechados,
sou como o morcego
que ama a noite.

JOANA D'ARC
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL