08 março 2012

Desespero Lúgubre



Na poera do meu
destino louco,
jamais vi ou senti pavor.
Minha vida me aprisionou,
entre milhões de acorrentados,
no desespero lúgubres
de túmulos de 
almas mortas.

JOANA D'ARC
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL