28 junho 2011

Ausência



Passado esquecido,
mágoas ficaram no escuro.
Meus olhos úmidos
no espelho, eu tremia.
Caminhos diferentes
meus amigos tomaram.
Ausência de amigos
é sempre sofrimento...

25 junho 2011

Meu tormento




Minha sombra
e minhas lágrimas,
sobre o nada.
Uma voz na madrugada,
uma sombra se projeta.
Silêncio e agonia...
Quem é?
A voz responde:
Sou o teu sofrimento.

22 junho 2011

Valeu povo


A consciência da própria ignorância é o começo da filosofia.
                                       (Sócrates)


O ser humano nasce livre mas não pode fazer tudo o que quer.Sim,pois o mundo seria um completo caos em que ninguém teria controle sobre nada.Assim houve a necessidade da formação de uma sociedade com seus direitos e deveres.Mais deveres que direito (direitos esses que quando exigidos pelo povo não influem em nada).
Essa sociedade que deveria impor a liberdade com sua democracia,segue na verdade um poder autoritário que nos obriga a viver em fronteiras.fronteiras essas que separam as pessoas em ricos e pobres,livres e presos,empregados e desempregados,inocentes e violentos,etc.
Cada país e sua sociedade são governados por um presidente eleito para defender os direitos do povo visando melhoras para a nação,procurando diminuir a taxa de morte,fome e desemprego.
Porém,esses governantes quando conseguem o poder esquecem de quem lhes deu o poder (o povo) e seguem os interesses de uma classe muito pequena (os ricos) pois são eles que dominam o capital financeiro ( o dinheiro).
E para falar sobre as injustiças no mundo comecei a escrever meus livros.E sempre me perguntei: Será que meus livros podem mudar o mundo? Será que faço isso por querer ou obrigação?
Em meus livros e aqui no blog sempre tento informar as pessoas sobre coisas importantes,e que lhes obrigam a pensar no assunto.Fico feliz em ver que meu blog está sendo bem aceito.Hoje posso dizer que estou espalhando ideias pelo mundo.
Obrigada por você ler meus textos,obrigada você que sempre comenta e sempre que pode vem aqui ler meus novos textos.
Valeu!!! Obrigada MUNDO!!!





21 junho 2011

Noite obscura


Silêncio na noite,
noturna solidão.
Perdida saio nas ruas,
nada faz sentido.
A madrugada não passa,
e isso me irrita...
Alma dilacerada,
será a morte
meu fim?

18 junho 2011

Desprezo


Só o pensamento chega,
incrível desespero.
Todo dia entristecida e
cheia de indecisão.
Calada e dócil,eu sigo.
Meu coração,
cheio de desprezo de amor.
Nunca até hoje,
ele me amou.
Digo seu nome
cheio de suspiro,
te espero,
hoje e para sempre.

15 junho 2011

Mundo desigual



Um anjo eu sou,
meu nome é humilde.
De presente te darei o sol,
e ficarei com a sombra fria.
Chorar,chorar e voltar a dormir.
Dói a culpa sobre mim.
Mundo desigual,
cheio de feridas e lágrimas
de pessoas sem nomes.

12 junho 2011

Alegria de estar contigo



Amanhecer da alegria,
eu gosto da tarde.
Quando escuto seu suspiro,
pois alegre fico.
Presente do destino,
até o fim quero ficar contigo.
Sem medo do amor
a ti me entrego....






11 junho 2011

2º PRÊMIO CLUBE DE AUTORES DE LITERATURA CONTEPORÂNEA



Mais uma vez,venho comunicar que não ganhei o  PRÊMIO. O primeiro foi Prêmio Shorty Awards e agora o  PRÊMIO CLUBE DE AUTORES DE LITERATURA CONTEMPORÂNEA.
Com as derrotas aprendi novas lições e obtive conhecimento.E apesar das derrotas,a ideia de desistir nunca me pareceu atraente.
Conhecimento nunca é demais,e por isso vou continuar a transmitir conhecimento através de meus livros.
E quem sabe um dia,quando eu menos esperar,eu ganhe um PRÊMIO.
Quero agradecer as pessoas que votaram no meu livro "Carpe Diem" que para quem não sabe significa "Aproveite o dia".
Do fundo do meu coração obrigada para Anderson,Robson,Vitor Hugo,Zé,Fernando,Airton e etc.E principalmente as pessoas da minha familia,minhas irmãs Isabela,Verônica,Fabiana e minha prima Luciana.
Não vou desistir,pois estou convencida de que nada eu perdi.


10 junho 2011

Dor



Dor sem remédio,
deixa eu chorar primeiro.
Sem alegria para viver,
hoje estou triste,
triste até a morte.
Prestes a morrer,
sofrer é mais fácil.
O coração dói,
e o que me resta é:
chorar,dormir e morrer...

07 junho 2011

Estrela



Dádiva da vida,
anjo das estrelas.
Na vida de menina,
impecável sempre foi
Linda,estrela no céu
azul descansa..

04 junho 2011

Vozes perdidas



Perdida descobri
minha própria voz,
que dizia,perguntava!
Só que sem respostas ficava.
As vezes eu
me respondia:
Vozes perdidas
porque insiste nas
mesmas perguntas?

01 junho 2011

O que quero?



Tentando me encontrar,estou
muito confusa.
Não sei o que faço,
não sei o que quero,
não sei responder.
Na mente,
fazer o fácil,
fazer diferente.
O que quero,
decido pensar,
me fazia forte,melhor.
Eu volto atrás...
O que quero dizer é:
O futuro não chega
e o presente não volta.