.

English German Spain Italian Portuguese Japanese

Entrevista com Azriel

| |

26 novembro 2011




Joana D'arc entrevista Azriel.No meio alternativo atua em diversas áreas com projetos pessoais e colaborações.  Amante do Gothic Rock, admirador de cultura gótica e alternativa, ama felinos, democrata, poeta, fascinado por literatura e arte em suas múltiplas manifestações, fanzineiro a quase uma década, editor do zine de arte e cultura alternativo The Funeral of Tears, criador do selo virtual Schatten Projekt NetLabel e mentor do projeto de publicações alternativas chamado Zineteca Resistência. 




1- Qual o seu nome ou pseudônimo?

Uso o pseudônimo de Azriel, a sete anos.

2- Qual a sua cidade natal?

Nasci em Fortaleza, mas atualmente moro em um município vizinho.

3- Qual o seu livro e filme predileto?

Não tenho um livro preferido e nem filme, mas costumo ler livros de temas jornalísticos e de poesia, quanto a filmes, gosto de filmes de suspense e expressionismo.

4- Fale um pouco sobre o The Funeral of Tears e Schatten Projekt.

O The Funeral of Tears é um zine com foco na cultura gótica, que além de música, aborda temas de literatura, cinema, poesia e artes. Atualmente, ele se encontra na sua sexta edição. A Schatten Projekt é um selo virtual do qual já fez lançamentos de CDs coletâneas e bandas nacionais e até de fora. Os lançamentos do selo, visa a divulgação e disponibilização virtual, pois trabalhamos sem fins lucrativos.




5- Alguns anos, eu tinha um blog com textos lúgubres, e as pessoas me xingavam. Você sofre ou sofreu algum tipo de preconceito?

Já passei por algumas situações de preconceito, mas não por conta disso. Quanto ao conteúdo de meu trabalho, com o TFT nunca tive problemas.

6-Qual o seu escritor preferido?

Fica difícil citar apenas um, pois existem vários dignos de serem mencionados, mas poderia destacar Lord Byron, Augusto dos Anjos e Edgar Allan Poe.

7-Tem algum novo projeto? Comente.

Sim, mas como ainda esta muito no inicio, prefiro não mencionar, mas muito em breve vem noticias nos meus canais na net.

8-O que você acha da imagem de gótico que a mídia passa?

A mídia não passa imagem correta, nem daquilo que eles manejam bem, imagine só daquilo que eles não entendem a fundo? O que a mídia mostra é um reflexo de uma massa alienada, que tem na cena gótica nacional, pois eles são muitos e é assim que a sociedade acaba vendo o “individuo” gótico. Isso aplica-se para todos os grupos do underground, que a mídia divulga com sua incompetência.

9-O que faz para se divertir?

Isso é muito relativo, as vezes me divirto em ler um livro, em estar em casa, em ver uma arte ou em sair com amigos.

10- Li em um site: Gótico não é para quem quer ser, já se nasce gótico. O que você acha?

Isso é uma das frases mais idiotas que já ouvi! Ninguém nasce gótico, punk, headbanger, isso ou aquilo outro. O ambiente que se cresce influencia mais e traços da personalidade que induz uma pessoa a um grupo (tribo), a uma posição política ou qualquer outra coisa.

11-Deixe uma mensagem para os leitores.

Primeiro, gostaria de agradecer o convite para essa entrevista, saiba que sou um dos leitores de seu blog e parabéns por suas obras literárias, que vem somar na cultura brasileira tão carente de bons escritores. Aos interessados em conhecer melhor meu trabalho com o zine The Funeral of Tears, abaixo deixo os endereços de contato. Ah, busquem a arte em todas as suas expressões, só ela lhes dará plenitude de conhecimento! 







© JOANA D'ARC - 2017. Todos os direitos reservados. Template criado por Digital Mix Design.Tecnologia do Blogger.